Proposta Pedagógica

 

Uma proposta Pedagógica configura a identidade da escola. Define os pressupostos, as finalidades da educação e as diretrizes gerais da prática pedagógica da instituição.

Nela colocamos nossas aspirações, nossos desejos, nossos sonhos em relação à Educação.

Parte da proposta que ora apresentamos, é a concretização de nossa busca constante por um ensino de qualidade.

Assim, constituem a presente proposta:

·         identificação da escola;

·         justificativa da proposta;

·         objetivo e função social da escola;

·         missão da escola;

·         fundamentos éticos, políticos e educacionais;

·         forma de organização dos cursos;

·         organização pedagógica.

 

2- JUSTIFICATIVA DA PROPOSTA

 

A Proposta Pedagógica é a “peça central” do Plano Diretor, pois direciona a unidade escolar no exercício de suas atividades. Ela é expressão do compromisso de construção de uma nova realidade, tida como possível e desejável pela comunidade escolar: deve fluir, portanto, de uma determinada concepção de um ser humano, de mundo e sociedade.

A ocorrência de situações favoráveis à plena realização do ser humano deve com tudo, ser construída por todos, continuamente, exigindo esforço consciente de decisão, compromisso e ação.

Propor algo que ainda não existe, mas que é uma possibilidade real, do qual nosso esforço poderá nos aproximar gradativamente. Isto supõe um duplo posicionamento: político e pedagógico.

 

§  Político, no sentido de uma visão do ideal de organização da convivência social e do tipo de homem que se quer formar.

 

§  Pedagógico, no sentido de definir as ações educativas e as características necessárias à escola numa perspectiva de fazer com que o possível e desejável se tornem realidade.

 

3- OBJETIVO E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA

 

            A Escola Municipal “José Ferreira Bastos” tem como objetivo e função proporcionar em ensino de qualidade levando nossos alunos a:

 

§  Compreender a cidadania como participação social e política, assim como exercício de direitos e deveres políticos, civis e sociais, adotando no dia-a-dia atitudes de solidariedade, cooperação e repúdio às injustiças, respeitando o outro e exigindo para si o mesmo respeito;

 

§  Proporcionar-se de maneira crítica, responsável e construtiva nas diferentes situações sociais, utilizando o diálogo como forma de mediar conflitos e tomar decisões coletivas;

 

§  Conhecer características fundamentais do Brasil nas dimensões sociais, materiais e culturais, como meio para construir progressivamente a noção de identidade nacional e pessoal e o sentimento de pertinência  ao país;

 

§  Conhecer e valorizar a pluralidade do patrimônio sócio-cultural brasileiro, bem como aspectos sócio-culturais de outros povos e nações, posicionando-se contra qualquer discriminação, baseado em diferenças culturais, de classes sociais, de crenças, de sexo, de etnia ou outras características individuais e sociais;

 

§  Perceber-se integrante, dependente e agente transformador do ambiente, identificando seus elementos e as interações entre eles, contribuindo ativamente para melhoria do meio ambiente;

 

§  Desenvolver o conhecimento ajustado de si mesmo e o sentimento de confiança em suas capacidades afetiva, física, cognitiva, ética, estética, de inter-relação pessoal e de inserção social para agir com perseverança na busca de conhecimento no exercício da cidadania;

 

§  Conhecer e cuidar do próprio corpo valorizando e adotando hábitos saudáveis, como um dos aspectos básicos da qualidade de vida e agindo com responsabilidade em relação à sua saúde e à saúde coletiva;

 

§  Utilizar as diferentes linguagens : verbal, matemática, gráfica, plástica e corporal – como meio para produzir, expressar e comunicar suas idéias, interpretar e usufruir das produções culturais, em contextos públicos e privados, atendendo às diferentes intenções e situações de comunicação;

 

§  Saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos;

 

§  Questionar a realidade formulando-se problemas e tratando de resolvê-los, utilizando para isso o pensamento lógico, a criatividade, a intuição, a capacidade de análise crítica, selecionando procedimentos e verificando sua adequação.

 

 

5 – FUNDAMENTOS ÉTICOS, POLÍTICOS E EDUCACIONAIS

 

A proposta pedagógica da Escola Municipal “José Ferreira Bastos” está voltada para a cidadania, preocupando-se necessariamente com as diversidades existentes na sociedade, uma das bases concretas em que se praticam os preceitos éticos. É a ética que norteia e exige de todos da escola e educadores em particular, propostas e iniciativas que visem superação do preconceito e da discriminação. A contribuição da escola na construção da democracia é a de:

 

·         Promover os princípios éticos de liberdade, dignidade, respeito mútuo, justiça e equidade, solidariedade, diálogo no cotidiano;

 

·         Encontrar formas de cumprir o princípio constitucional de igualdade, o que exige sensibilidade para a questão da diversidade cultural e ações decididas em relação aos problemas gerados pela injustiça social.

 

7 – ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA

 

7.1- CURRÍCULO ESCOLAR

 

      Em seu projeto curricular, a escola se define como pluralista, co-educadora e de gestão democrática, como um centro de integração, a partir de uma perspectiva de educação para a diversidade, procurando manter-se atualizada a respeito às mudanças culturais e adaptar a elas o seu planejamento curricular, visa ainda promover o crescimento dos alunos mediante a assimilação e a aprendizagem da experiência culturalmente organizada.

      Na escola, pretende-se sempre respeitar as diversas opiniões e interesses que podem compor o seu currículo, seja explícito, implícito, prescrito em ação, estabelecendo de forma participativa os conteúdos curriculares do ensino aprendizagem, que inclui as informações e os conhecimentos prévios, que tanto alunos quanto professores possuem, como aqueles que são construídos ao longo do processo educativo pela interação entre uns e outros.

      O trabalho pedagógico da escola embasar-se-á nos Parâmetros Curriculares Nacionais, tendo como referência as matrizes curriculares , esperando-se que ao final do Ensino Fundamental e da EJA, os alunos tenham desenvolvido as habilidades nelas descritas.

      Assim buscamos sempre levar em conta e conciliar:

·         O que o aluno quer e precisa;

·         O que a sociedade quer e precisa desse indivíduo;

·         O que esse conhecimento particular requer para ser ensinado;

·         O que o aluno está em condições de aprender de acordo com o seu próprio desenvolvimento.

 

Através de projetos de trabalho, de preferência interdisciplinares, que atendem as necessidades/interesses dos alunos, procuramos cada vez mais, melhorar a qualidade de nosso ensino/aprendizagem.

            Servimo-nos de atividades complementares para melhorar as condições de aprendizagem e a convivência dos indivíduos, tais como: excursões, palestras, mostras, feiras, festivais, festas de comemorações, campeonatos, exposições, visitas e etc.; dentro dos projetos e/ou conteúdos da proposta curricular da SEMED ( Secretaria Municipal de Educação ), construída pelos supervisores e professores da rede.

            Os currículos por disciplina definem a abordagem, os objetivos e a metodologia de ensino , apontando para possibilidades de integração entre as áreas.

            Quaisquer que sejam os conteúdos, serão levados em conta os aspectos procedimentais, conceituais e atitudinais que tenham relevância social e que contribuam para o desenvolvimento intelectual do aluno.

 

 

 

 

 

 

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: